Pr. Alf

Pr. Alf
Acertando por conhecer a palavra e o poder de Deus.

REFLEXÃO DA SEMANA

Entendimento Que Desata a Prosperidade

Texto: Mateus 16.13-20

13- E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem? 14 - E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas. 15 - Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? 16 - E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. 17 - E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus. 18 - Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; 19 - E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus. 20 - Então mandou aos seus discípulos que a ninguém dissessem que ele era Jesus o Cristo. Aprendemos com Abraão sobre prosperidade que ela é desatada quando há: 1. Obediência de Princípios; 2. Quando eu creio; 3. Quando Deus diz Amém pra mim; 4. Quando entendo que prosperidade é a resposta de uma semente; 5. Quando tomo decisões; de Semear no Espírito; 2. Aprendemos também com Davi que existe um inimigo da minha prosperidade e que preciso Destruí-lo e para destruí-lo: 1. Preciso identificá-lo; 2. Também preciso estar designado até onde eu estou disposto a ir para alcançar a minha conquista; 3. Não esperar que todos fiquem do seu lado e não espere que não haja oposição. Hoje aprenderemos com Pedro o que preciso entender a fim de desatar a minha prosperidade. Aqui a passagem notifica um diálogo marcante é sobre as declarações de Pedro com Jesus à cerca do messias. Quero ressaltar que a igreja é a reprodução de Cristo na terra, entendemos que somos pedra que produz outras pedras, mas temos que ser pedras extraídas de Cristo, porque da maneira que me encontro reproduzirei como me encontro; Se estou ferido produzirei outro ferido, se estou curado produzirei outro curado, a questão é como você está? No dialogo entre Pedro e Jesus, Pedro fez algumas declarações fortes, Pedro disse: tu és o Cristo o filho do Deus vivo. Com isso Pedro demonstrou a sua intimidade com Jesus, em outro discurso os discípulos estavam indo embora e Jesus perguntou aos 12 não querem ir também não? Podem ir. E Pedro disse: para quem iremos nós se só o Senhor tem palavras de vida eterna. Nesse mesmo dialogo é que aprenderemos com Pedro a funcionar como igreja. Reconhecer o Senhorio de Cristo- E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. Preciso reconhecer que Jesus não é apenas salvador, mas senhor, ele é o dono. Há pelo menos 165 referências de Que Deus é o Senhor. (Filipenses 2:11) - E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai. (I Corintios 12:3) - Portanto, vos quero fazer compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus diz: Jesus é anátema, e ninguém pode dizer que Jesus é o SENHOR, senão pelo Espírito Santo. (Romanos 10:12) - Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam.Ter intimidade com o messias. (Provérbios 3:32) - Porque o perverso é abominável ao SENHOR, mas com os sinceros ele tem intimidade. O meu nível de relacionamento é proporcional ao nível de conhecimento que tenho. (Oséias 6:3) - Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao SENHOR; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra... (João 14:20) - Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós... (Jeremias 9:24) - Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o SENHOR, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o SENHOR. Conhecer a Deus é o nível que nos leva a intimidade e quem conhece a Deus age e pensa como Ele. Rom 1.15-31 16 Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê: primeiro do judeu, depois do grego. 17 Porque no evangelho é revelada a justiça de Deus, uma justiça que do princípio ao fimé pela fé e, como está escrito: “O justo viverá pela fé” 18 Portanto, a ira de Deus é revelada dos céus contra toda impiedade e injustiça dos homens que suprimem a verdade pela injustiça, 19 pois o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou. 20 Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis; 21 porque, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe renderam graças, mas os seus pensamentos tornaram-se fúteis e o coração insensato deles obscureceu-se. 22 Dizendo-se sábios tornaram-se loucos 23 e trocaram a glória do Deus imortal por imagens feitas segundo a semelhança do homem mortal, bem como de pássaros, quadrúpedes e répteis. 24 Por isso Deus os entregou à impureza sexual, segundo os desejos pecaminosos do seu coração, para a degradação do seu corpo entre si. 25 Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amém. 26 Por causa disso Deus os entregou a paixões vergonhosas. Até suas mulheres trocaram suas relações sexuais naturais por outras, contrárias à natureza. 27 Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram a cometer atos indecentes, homens com homens, e receberam em si mesmos o castigo merecido pela sua perversão. 28 Além do mais, visto que desprezaram o conhecimento de Deus, ele os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem o que não deviam. 29 Tornaram-se cheios de toda sorte de injustiça, maldade, ganância e depravação. Estão cheios de inveja, homicídio, rivalidades, engano e malícia. São bisbilhoteiros, 30 caluniadores, inimigos de Deus, insolentes, arrogantes e presunçosos; inventam maneiras de praticar o mal; desobedecem a seus pais; 31 são insensatos, desleais, sem amor pela família, implacáveis. 32 Embora conheçam o justo decreto de Deus, de que as pessoas que praticam tais coisas merecem a morte, não somente continuam a praticá-las, mas também aprovam aqueles que as praticam. Deixar-se ser moldado. Quem não passa por transformações, não é igreja de Cristo. Temos que nos desfazer da velha natureza. (Efésios 4:22) - Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; (Colossenses 3:9) - Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos,Temos a natureza e sentimentos de Cristo(Filipenses 3,1-11) - 1 Se por estarmos em Cristo nós temos alguma motivação, alguma exortação de amor, alguma comunhão no Espírito, alguma profunda afeição e compaixão, 2 completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude. 3 Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos. 4 Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. 5 Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, 6 que, embora sendo Deus a não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; 7 mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo tornando-se semelhante aos homens. 8 E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até a morte, e morte de cruz! 9 Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, 10 para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, 11 e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai.

Ter qualidade de vida. (João 10:10) - O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. Ter qualidade de vida é viver em santidade, está escrito sede santos como eu sou santo. (Levítico 19:1) - FALOU mais o SENHOR a Moisés, dizendo: (Levítico 19:2) - Fala a toda a congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: Santos sereis, porque eu, o SENHOR vosso Deus, sou santo. (Levítico 20:7) - Portanto santificai-vos, e sede santos, pois eu sou o SENHOR vosso Deus.(1 Pedro 1.13-25)13 Portanto, cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios, e esperai inteiramente na graça que se vos ofereceu na revelação de Jesus Cristo; 14 Como filhos obedientes, não vos conformando com as concupiscências que antes havia em vossa ignorância; 15 Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; 16 Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo. 17 E, se invocais por Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo a obra de ada um, andai em temor, durante o tempo da vossa peregrinação, 18 Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, 19 Mas com o precioso sangue de Cristo, omo de um cordeiro imaculado e incontaminado, 20 O qual, na verdade, em outro tempo foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado nestes últimos tempos por amor de vós; 21E por ele credes em Deus, que o ressuscitou dentre os mortos, e lhe deu glória, para que a vossa fé e esperança estivessem em Deus; 22 Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro; 23 Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre. 24 Porque Toda a carne é como a erva, E toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor; 25 Mas a palavra do SENHOR permanece para sempre. E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada.Tendo esse entendimento é que nos tornaremos semelhança a Jesus e podemos decretar o reino de Deus chegou à nação e quando o reino de Deus chega à nação traz tudo de bom e eu estou incluído neste reino logo desata-se sobre mim e sobre os meus um manto de prosperidade e riquezas.

Reconheça o Senhorio de Cristo.

Tenha intimidade com Deus.

Deixe-se ser moldado.

Tenha qualidade de vida, santifique-se.

Entendimento Que Desata a Prosperidade

Texto: Mateus 16.13-20

13- E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem? 14 - E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas. 15 - Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? 16 - E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. 17 - E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus. 18 - Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; 19 - E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus. 20 - Então mandou aos seus discípulos que a ninguém dissessem que ele era Jesus o Cristo. Aprendemos com Abraão sobre prosperidade que ela é desatada quando há: 1. Obediência de Princípios; 2. Quando eu creio; 3. Quando Deus diz Amém pra mim; 4. Quando entendo que prosperidade é a resposta de uma semente; 5. Quando tomo decisões; de Semear no Espírito; 2. Aprendemos também com Davi que existe um inimigo da minha prosperidade e que preciso Destruí-lo e para destruí-lo: 1. Preciso identificá-lo; 2. Também preciso estar designado até onde eu estou disposto a ir para alcançar a minha conquista; 3. Não esperar que todos fiquem do seu lado e não espere que não haja oposição. Hoje aprenderemos com Pedro o que preciso entender a fim de desatar a minha prosperidade. Aqui a passagem notifica um diálogo marcante é sobre as declarações de Pedro com Jesus à cerca do messias. Quero ressaltar que a igreja é a reprodução de Cristo na terra, entendemos que somos pedra que produz outras pedras, mas temos que ser pedras extraídas de Cristo, porque da maneira que me encontro reproduzirei como me encontro; Se estou ferido produzirei outro ferido, se estou curado produzirei outro curado, a questão é como você está? No dialogo entre Pedro e Jesus, Pedro fez algumas declarações fortes, Pedro disse: tu és o Cristo o filho do Deus vivo. Com isso Pedro demonstrou a sua intimidade com Jesus, em outro discurso os discípulos estavam indo embora e Jesus perguntou aos 12 não querem ir também não? Podem ir. E Pedro disse: para quem iremos nós se só o Senhor tem palavras de vida eterna. Nesse mesmo dialogo é que aprenderemos com Pedro a funcionar como igreja. Reconhecer o Senhorio de Cristo- E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. Preciso reconhecer que Jesus não é apenas salvador, mas senhor, ele é o dono. Há pelo menos 165 referências de Que Deus é o Senhor. (Filipenses 2:11) - E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai. (I Corintios 12:3) - Portanto, vos quero fazer compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus diz: Jesus é anátema, e ninguém pode dizer que Jesus é o SENHOR, senão pelo Espírito Santo. (Romanos 10:12) - Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam.Ter intimidade com o messias. (Provérbios 3:32) - Porque o perverso é abominável ao SENHOR, mas com os sinceros ele tem intimidade. O meu nível de relacionamento é proporcional ao nível de conhecimento que tenho. (Oséias 6:3) - Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao SENHOR; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra... (João 14:20) - Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós... (Jeremias 9:24) - Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o SENHOR, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o SENHOR. Conhecer a Deus é o nível que nos leva a intimidade e quem conhece a Deus age e pensa como Ele. Rom 1.15-31 16 Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê: primeiro do judeu, depois do grego. 17 Porque no evangelho é revelada a justiça de Deus, uma justiça que do princípio ao fimé pela fé e, como está escrito: “O justo viverá pela fé” 18 Portanto, a ira de Deus é revelada dos céus contra toda impiedade e injustiça dos homens que suprimem a verdade pela injustiça, 19 pois o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou. 20 Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis; 21 porque, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe renderam graças, mas os seus pensamentos tornaram-se fúteis e o coração insensato deles obscureceu-se. 22 Dizendo-se sábios tornaram-se loucos 23 e trocaram a glória do Deus imortal por imagens feitas segundo a semelhança do homem mortal, bem como de pássaros, quadrúpedes e répteis. 24 Por isso Deus os entregou à impureza sexual, segundo os desejos pecaminosos do seu coração, para a degradação do seu corpo entre si. 25 Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amém. 26 Por causa disso Deus os entregou a paixões vergonhosas. Até suas mulheres trocaram suas relações sexuais naturais por outras, contrárias à natureza. 27 Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram a cometer atos indecentes, homens com homens, e receberam em si mesmos o castigo merecido pela sua perversão. 28 Além do mais, visto que desprezaram o conhecimento de Deus, ele os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem o que não deviam. 29 Tornaram-se cheios de toda sorte de injustiça, maldade, ganância e depravação. Estão cheios de inveja, homicídio, rivalidades, engano e malícia. São bisbilhoteiros, 30 caluniadores, inimigos de Deus, insolentes, arrogantes e presunçosos; inventam maneiras de praticar o mal; desobedecem a seus pais; 31 são insensatos, desleais, sem amor pela família, implacáveis. 32 Embora conheçam o justo decreto de Deus, de que as pessoas que praticam tais coisas merecem a morte, não somente continuam a praticá-las, mas também aprovam aqueles que as praticam. Deixar-se ser moldado. Quem não passa por transformações, não é igreja de Cristo. Temos que nos desfazer da velha natureza. (Efésios 4:22) - Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; (Colossenses 3:9) - Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos,Temos a natureza e sentimentos de Cristo(Filipenses 3,1-11) - 1 Se por estarmos em Cristo nós temos alguma motivação, alguma exortação de amor, alguma comunhão no Espírito, alguma profunda afeição e compaixão, 2 completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude. 3 Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos. 4 Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. 5 Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, 6 que, embora sendo Deus a não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; 7 mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo tornando-se semelhante aos homens. 8 E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até a morte, e morte de cruz! 9 Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, 10 para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, 11 e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai.

Ter qualidade de vida. (João 10:10) - O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. Ter qualidade de vida é viver em santidade, está escrito sede santos como eu sou santo. (Levítico 19:1) - FALOU mais o SENHOR a Moisés, dizendo: (Levítico 19:2) - Fala a toda a congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: Santos sereis, porque eu, o SENHOR vosso Deus, sou santo. (Levítico 20:7) - Portanto santificai-vos, e sede santos, pois eu sou o SENHOR vosso Deus.(1 Pedro 1.13-25)13 Portanto, cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios, e esperai inteiramente na graça que se vos ofereceu na revelação de Jesus Cristo; 14 Como filhos obedientes, não vos conformando com as concupiscências que antes havia em vossa ignorância; 15 Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; 16 Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo. 17 E, se invocais por Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo a obra de ada um, andai em temor, durante o tempo da vossa peregrinação, 18 Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, 19 Mas com o precioso sangue de Cristo, omo de um cordeiro imaculado e incontaminado, 20 O qual, na verdade, em outro tempo foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado nestes últimos tempos por amor de vós; 21E por ele credes em Deus, que o ressuscitou dentre os mortos, e lhe deu glória, para que a vossa fé e esperança estivessem em Deus; 22 Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro; 23 Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre. 24 Porque Toda a carne é como a erva, E toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor; 25 Mas a palavra do SENHOR permanece para sempre. E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada.Tendo esse entendimento é que nos tornaremos semelhança a Jesus e podemos decretar o reino de Deus chegou à nação e quando o reino de Deus chega à nação traz tudo de bom e eu estou incluído neste reino logo desata-se sobre mim e sobre os meus um manto de prosperidade e riquezas.

Reconheça o Senhorio de Cristo.

Tenha intimidade com Deus.

Deixe-se ser moldado.

Tenha qualidade de vida, santifique-se.

Loading...

Pesquisar este blog

QUERO ENCONTRAR

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Aos Outros Como Queremos

“Aos Outros Como Queremos”
Texto: Mateus 7.7-12
7 Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. 8 Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á. 9 E qual de entre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra? 10 E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente? 11 Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem? 12 Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.
Introdução:
Ø O que podemos fazer como cristãos em face da responsabilidade de removermos o cisco do olho dos outros, e compartilhar com eles o que é santo e precioso, sabendo que somos indequados para fazê-lo em virtude de ainda não tratarmos a trave que stá no nosso olho, que impede este compartilhamento e essa cura mútua.
Ø Precisamos, portanto, buscar uma sabedoria mais elevadae e recurssos mais amplos do que a humana a fim de sermos conciderados áptos para ajudar os outros com as suas dificuldades.
Ø Porisso faz necessário entender e nos apropriar dessa sabedoria e recurssos mais elevados que vão além de julgamentos e compartilhamentos do que se sabe e tem, é preciso passar pelo tratamento da oração.
Ø A terapia da oração é o tratamento que pode nos tornar capazes de movimentar a existência, na sua totalidade (tanto real quanto espiritual), e nos equipar para exercermoa com sucesso o que paulo chama de ministério da reconciliaçaõ (II Cor. 5.18-21) 17 Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. 18 E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação; 19 Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação. 20 De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamo-vos, pois, da parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus. 21 Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus.
Ø A dimenção da oração é a dimensão da subjetividade mas que inside na objetividade da vida, tornando-se portanto esencial para viver-se plena e a bsolutamente a vida abundante prometida por Jesus.
Ø Muitos desejam ser satisfeitos em suas necessidades e fazem peregrinações diárias para que o drama da vida seja solucionado com urgência. Nós produzimos a doênça e eperamos em Deus a cura para os traumas advindos das escolhas e decisões erradas que tomamos na vida.
Ø A continuidade da mesma para muitos torna-se insuportável pelo fato de que há um grande conflito interior daquilo que se é e daquilo que se quer ser e daquilo que realmente precisamos ser.
Ø Aquilo que queremos para nós deve ter como principio o desjo que outros também experimentem o melhor.
Ø Hoje queremos refletir sobre aos outros com a nós em virtude de que só seremos plenamente felizes se os outros também estiverem e forem felizes.
Ø Nesse sentido as palavras de Jesus soam como uma brisa suave que traz refrigério à alma cançada de sofrer e lutar para ser feliz
Ø Pedi, Buscar e Bater apresentam com ações que mobilizam a inércia da alma cançada. Logo, a experiência da oração minora o fragelo da alma e fortalecem os muro da conciência, tornand-os capazes de suportar e vencer as dificuldades.
Ø Portanto, Pedir, Buscar e Bater torna-se o exercício constante da alma conciente que deseja o encontro com felicidade verdadeira, não somente para si mas também para os outros.
1º Ponto: v.7
AO OUTRO COMO QUEREMOS É
O DESAFIO DA PREDISPOSIÇÃO PARA DEUS
7 Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. 8 Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á.
Explicando:
1.1 Precisamos está predispostos para Deus a fim de recebermos sua intrução, orientação e dádivas.
1.2 Isso não significa que somente pelo fasto de orarmos pelo que queremos obteremos.
1.3 Jesus orou três vezes pela possibilidade que Deus removesse o cálice do sofrimento que teria de passar, mas ele não exigiu a remoção e ele não foi removido. (Mt. 26.39.47)
1.4 Mas, ele recebeu de Deus força para ter que enfrentr o sofrimento que viria.
1.5 Pode ser que não recebamos o que temos pedido, nem encontremos o que buscamos, ou quem sabe, a porta que estamos batendo não se abra, mas o que importa é a predisposição para buscar, pedir e Bater para Deus
Ilustrando:
Precisamos
Aplicando:
A certezaque devemos ter é que, onde houver pedidos, haverá resposta, onde houver busca, averá encontro, e onde houver batidas insistentes, Deus abrirá um porta.

2º Ponto: v.9,10,11
AO OUTRO COMO QUEREMOS
É QUERER E DESEJAR O MELHOR PARA OS OUTROS
9 E qual de entre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra? 10 E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente? 11 Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?
Explicando:
2.1 Podemos confiar em Deus não apenas para dar, mas para dar boas coisas aos que lhes pedirem.
2.2 Deus não nos dará pedras ou serpentes quando lhe pedirmos pão ou peixe, nm mesmo quando estivermos confusos por não sabermos como pedir.
2.3 A necessidade de orarmos persistentemente não é por causa da relutância de Deus em dar o que pedimos, mas porrque precismsos ser condicionados a receber.
2.4 O texto diz que se até homens maus sabem dar coisas boas aos seus filhos (11), podemos ter confiança de que Deus nos dará sempre o melhor que precisarmos.
Ilustrando:
Ele nos Deus o Espírito Santo da Promessa (Lc. 11.13)
9 E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á; 10 Porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á. 11 E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente? 12 Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião? 13 Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?
Aplicando:
A algo melhor na vida do que a presença o Espírito Santo, Deus sempre vai nos dar além do que queremos, o que precisamos. Senhor não nos dê o objeto do nosso desejo, mas nos dê o que é essencial. E isso deve ser mutuamente.
3º Ponto: v.12
AO OUTRO COMO QUEREMOS
É A REGRA AUREA PARA A FELICIDADE MUTUA
12 Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.
Explicando:
3.1 De forma negativa, este proverbio era grandemente conhecido entre os judeus e o gentios, (Tobias 4.14) “o de que não gostas não o faças a ninguém”.
3.2 Mas Jesus deu-lhes forma positiva com o propósito de exercitar o que se crer no que está ecrito na lei e nos profetas
3.3 A regra àurea positiva de Jesus pressupõe discipulado e submissão ao governo de Deus.
3.4 No coração de alguém pagão a luz da regra seria simplesmente para a realização dos desejos pagãos
3.5 A intenção da Regra Àurea presupondo discipulado é que a pessoa deve preocupar~se com o bem dos outros tanto quanto o seu próprio bem
Ilustrando:
E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. (Ma .22.39)
Aplicando:
A Felicidade Mutua depende como vemos o outro e o que desejamos para ele o que está implícito é que a nossa felicidade depende da do outro e que eu sou principal responsável pela sua felicidade para também ser feliz.
Conclusão:
AO OUTRO COMO QUEREMOS É
O DESAFIO DA PREDISPOSIÇÃO PARA DEUS
É QUERER E DESEJAR O MELHOR PARA OS OUTROS
É PRATICAR A REGRA AUREA PARA A FELICIDADE MUTUA

Nenhum comentário:

Postar um comentário